Lídia Pereira será coautora da posição do Parlamento Europeu para a COP26

Lídia Pereira será coautora da posição do Parlamento Europeu para a COP26

A eurodeputada do PSD, Lídia Pereira, que é atualmente a negociadora do Grupo do Partido Popular Europeu para o Plano de Recuperação nas questões relacionadas com o ambiente foi escolhida pelo maior grupo político representado no Parlamento Europeu para participar na redação da posição deste parlamento para a próxima Conferência das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas (COP26).

Lídia Pereira tem estado dedicada ao tema das Alterações Climáticas e aos seus impactos no território, em particular à importância das estratégias de adaptação, alertando sucessivas vezes que “Portugal, assim como outros países do sul da Europa, enfrentam riscos de desertificação extrema”.

A eurodeputada portuguesa destaca-se por ser uma voz ambiciosa nesta matéria na bancada do PPE e pelo seu apoio à neutralidade carbónica, a atingir até 2050, através de uma redução das emissões em 55% até 2030. A social-democrata tem, contudo, defendido que estas metas devem ser parte de uma estratégia que “compatibilize crescimento económico e sustentabilidade climática e ambiental” e apela a “um esforço diplomático para que todas as economias façam a sua parte neste desafio global”.

A posição do Parlamento Europeu será aprovada em sessão plenária, agendada para o mês de outubro de 2021 e a COP26 terá lugar em Glasgow, Reino Unido, entre os dias 1 e 12 de novembro de 2021.

O grupo de deputados relatores da posição do Parlamento Europeu para a COP26 é composto por: Lídia Pereira (Grupo PPE), Javi Lopez (Grupo dos Socialistas e Democratas), Nils Torvalds (Grupo do Renew), Pär Holmgren (Grupo dos Verdes), Catherine Griset (Grupo da Europa, Liberdade e da Democracia Direta) , Anna Zalewska (Grupo dos Conservadores e Reformistas) e Petros Kokkalis (GUE – Esquerda Unitária Europeia).

A Conferência das Partes ou COP é o órgão da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (CMNUCC), um tratado que estabelece as obrigações básicas dos 196 Estados (ou partes) e da União Europeia para combater as mudanças climáticas. A COP reúne líderes políticos e governamentais de todo o mundo, bem como milhares de cientistas, empresários e organizações não governamentais, para anunciar novos compromissos climáticos e avançar nas negociações sobre as alterações climáticas.

Glasgow foi escolhida para ser sede da Conferência do Clima devido ao seu compromisso e trajetória com a sustentabilidade. A cidade escocesa pretende ser neutra em carbono já em 2030 e converter-se numa das cidades mais verdes de Europa.

Paulo Rangel
Lídia Pereira
José Manuel Fernandes
Maria Graça Carvalho
Álvaro Amaro
Cláudia Monteiro de Aguiar