Carregador comum era “uma medida que já tardava”: eurodeputada Maria da Graça Carvalho

Carregador comum era “uma medida que já tardava”: eurodeputada Maria da Graça Carvalho

A eurodeputada do PSD, Maria da Graça Carvalho, aplaudiu a proposta de revisão da diretiva RED (Radio Equipment Directive), apresentada hoje pela Comissão Europeia, tendo em vista a adoção de um carregador único para telemóveis e outros equipamentos móveis. “Era uma medida que já tardava”, considerou a eurodeputada, membro da Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores (IMCO).

Recorde-se que, no início do ano passado, Maria da Graça Carvalho foi uma das autoras de uma resolução aprovada pelo Parlamento Europeu, com 582 votos a favor e apenas 40 contra, em que precisamente se instava a Comissão Europeia a “tomar medidas tendo em vista a introdução, sem demora, de um carregador comum” para os equipamentos de rádio móveis (telemóveis, tablets e outros dispositivos móveis).

Antes, durante a sessão plenária de 13 de janeiro desse ano, a deputada já alertara para "as consequências da ausência de medidas a este nível, traduzidas num enorme volume de lixo eletrónico completamente desnecessário que se estima ascender a 50 mil toneladas de carregadores obsoletos por ano”.

Perante a iniciativa da Comissão Europeia, que aponta para a harmonização dos carregadores utilizando-se a porta de tipo USB-C, Maria da Graça Carvalho considera que a União Europeia irá “poupar dinheiro aos consumidores, reduzir o desperdício e proteger o ambiente. Esta é ainda uma medida que, a médio e longo prazo, terá um impacto positivo no Mercado Interno, fortalecendo-o e por isso contribuindo para a criação de emprego”, acrescentou.

Paulo Rangel
Lídia Pereira
José Manuel Fernandes
Maria Graça Carvalho
Álvaro Amaro
Cláudia Monteiro de Aguiar