Comissária europeia elogia proposta de deputada do PSD para simplificar e melhorar acesso aos recursos da inteligência artificial pelas  Pequenas e Médias Empresas

Comissária europeia elogia proposta de deputada do PSD para simplificar e melhorar acesso aos recursos da inteligência artificial pelas Pequenas e Médias Empresas

A comissária Europeia para a Concorrência, Margareth Vestager, elogiou ontem, na Comissão da Indústria, Investigação e Energia (ITRE), a proposta da criação de um “ecossistema de simplificação” do acesso por parte das Pequenas e Médias Empresas (PME) aos recursos oferecidos pela Inteligência Artificial (IA), que lhe foi feita pela eurodeputada do PSD Maria da Graça Carvalho. E admitiu trabalhar nessa ideia com base nas infraestruturas existentes, nomeadamente os chamados “hubs digitais”.

Na sua intervenção, Maria da Graça Carvalho defendeu a necessidade de se fortalecer o ecossistema de IA na Europa, desde as infraestruturas à investigação e ao desenvolvimento de competências.

Referindo-se à intenção, anunciada pela vice-presidente da Comissão Europeia, de criar “um ecossistema de excelência e um ecossistema de confiança, perguntou-lhe de que forma estes dois se poderão complementar e contribuir para o sistema de Inteligência Artificial na Europa como um todo”. Quis ainda saber se Vestager antevê também “um processo de simplificação, de forma a reduzir a complexidade para as PME” no acesso aos recursos tornados possíveis pela IA.

Gosto bastante desta ideia da senhora Carvalho de que, tendo ecossistemas de excelência e confiança, possamos também ter um ecossistema dedicado à simplificação em termos de acesso”, disse a comissária. “Penso que tem razão: muitas pequenas e médias empresas ainda não estão prontas para a IA. E algumas estão um pouco perplexas, porque têm consciência de que estão a produzir dados, mas não sabem muito bem como lidar com eles. E nós temos uma infraestrutura existente em alguns dos hubs digitais que deveriam também permitir que os pequenos e médios negócios fizessem parte deste processo”, concordou.

Maria da Graça Carvalho tem sido muito interventiva nas questões do digital nesta legislatura, tendo sido recentemente eleita uma das dez eurodeputadas mais influentes na área, numa seleção feita pelo Digital Influence Index, publicado pela BCW Brussels e pela VoteWatch. As PME são outro tema que acompanha de perto, nomeadamente através da ITRE, da  Comissão do Mercado Interno e Proteção dos Consumidores (IMCO) e da Comissão Especial da Inteligência Artificial (AIDA).

Paulo Rangel
Lídia Pereira
José Manuel Fernandes
Maria Graça Carvalho
?lvaro Amaro
Cláudia Monteiro de Aguiar