Parlamento Europeu propõe medidas para reforço do papel da União Europeia na luta contra o cancro

Parlamento Europeu propõe medidas para reforço do papel da União Europeia na luta contra o cancro

A Comissão Especial para a Luta contra o Cancro, criada por impulso do Partido Popular Europeu (PPE), aprovou esta quinta-feira o seu relatório final sobre a estratégia apresentada pela Comissão Europeia em fevereiro deste ano.

O relatório parlamentar foi aprovado por larga maioria, com 85% dos votos a favor, pelos membros da Comissão Especial, resultando de um acordo político entre PPE, S&D, Liberais e Verdes. O documento segue agora para votação em sessão plenária do Parlamento Europeu, a ter lugar no primeiro trimestre de 2022.

Lídia Pereira enaltece “o sentido de compromisso evidenciado entre os diferentes grupos políticos” e destaca a aprovação de “medidas como a aquisição conjunta de medicamentos, que permitirá baixar o custo dos tratamentos, bem como a otimização do acesso a cuidados transfronteiriços, sempre que tal se justifique”.

Entre as principais recomendações para a estratégia apresentada pela Comissão Europeia, estão o aumento do investimento em projetos de investigação, para acelerar e melhorar significativamente os diagnósticos precoces, os tratamentos disponíveis e dignificar a vida dos sobreviventes de doença oncológica.

O Parlamento Europeu fez o seu trabalho com a apresentação de medidas concretas que beneficiam todos os Europeus. Esperamos agora que tanto a Comissão como os Estados-Membros sejam capazes de agir de forma determinada no combate a este flagelo, comenta a eurodeputada Lídia Pereira.

Com a pandemia de Covid-19, foram verificados atrasos significativos nos rastreios e diagnósticos precoces que, de acordo com os especialistas, agravam significativamente a situação e tornam este relatório ainda mais relevante. Segundo dados recentes, morrem 1.4 milhões de pessoas por ano na Europa, incluindo 6000 crianças, e estima-se que cerca de 100 milhões de Europeus serão diagnosticados com cancro nos próximos 25 anos.

Paulo Rangel
Lídia Pereira
José Manuel Fernandes
Maria Graça Carvalho
Álvaro Amaro
Cláudia Monteiro de Aguiar