PSD questiona Comissão sobre novo incidente em Almaraz e atitude do Governo

PSD questiona Comissão sobre novo incidente em Almaraz e atitude do Governo

No espaço de uma semana registaram-se dois incidentes na central nuclear espanhola localizada em Almaraz, a cerca de 110 km da fronteira portuguesa e junto ao caudal do rio Tejo.

Lídia Pereira, eurodeputada do PSD, autora da iniciativa subscrita pelos colegas do PSD,  recorda em pergunta enviada à Comissão Europeia que “o encerramento desta central estava previsto para 2024 tendo este plano sido alterado em 2019 e reprogramado para 2028”.

Na missiva enviada esta tarde os Eurodeputados do PSD questionam a Comissão se "Tem conhecimento de alguma diligência do Governo português no sentido de acelerar o encerramento desta central?"

Almaraz, com dois reatores, é a maior central nuclear de Espanha com 2.010 megawatts de capacidade instalada. Em operação desde 1981, a central está implantada numa zona de risco sísmico e apenas a 110 quilómetros da fronteira portuguesa.

A pergunta escrita à Comissão Europeia foi subscrita pelos Eurodeputados do PSD: Paulo Rangel, Maria da Graça Carvalho e Álvaro Amaro.

Pergunta à Comissão

Decorreram nos últimos dias dois incidentes na central nuclear situada em Almaraz, localidade situada perto de Portugal e junto ao rio Tejo.

Almaraz, com dois reatores, é a maior central nuclear de Espanha com 2.010 megawatts de capacidade instalada. Em operação desde 1981, a central está implantada numa zona de risco sísmico e apenas a 110 quilómetros da fronteira portuguesa.

O encerramento desta central estava previsto para 2024 tendo este plano sido alterado em 2019 e reprogramado para 2028. Como é sabido, Portugal não tem qualquer central nuclear.

Tendo em consideração o exposto, pergunta-se à Comissão:

1. A Comissão Europeia tem acompanhado com a devida atenção a segurança desta central nuclear?

2. Tem conhecimento de alguma diligência do Governo português no sentido de acelerar o encerramento desta central?

Paulo Rangel
Lídia Pereira
José Manuel Fernandes
Maria Graça Carvalho
Álvaro Amaro
Cláudia Monteiro de Aguiar