Rangel quer informações sobre fronteiras em tempo real

Rangel quer informações sobre fronteiras em tempo real

O deputado do PSD ao Parlamento Europeu, Paulo Rangel, pediu hoje, em carta ao Vice-presidente Margaritis Schinas e à comissária Ylva Johansson da Comissão Europeia, a criação de uma plataforma simples e com acesso imediato a toda a informação relativa às fronteiras para facilitar a vida aos emigrantes que queiram regressar a Portugal.

Hoje a Comissão parlamentar das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos vota uma resolução sobre Schengen e as medidas restritivas que foram implementadas no contexto da pandemia.

Schengen foi e continua a ser um pilar da integração europeia, com impacto real na vida dos cidadãos.

Perante uma crise sem precedentes, a maioria dos Estados-Membros da União decidiram introduzir controlos. Essa reacção descoordenada teve impacto sobre o funcionamento do mercado interno e sobre a liberdade de circulação de pessoas.

Paulo Rangel entende que logo que possível, esses controlos devem acabar. “Queremos garantir que haja o menor impacto possível no turismo e que os nossos emigrantes possam regressar no verão. Hoje mesmo solicitei à Comissão Europeia que desenvolva um portal de acesso simples e com informação clara sobre como atravessar fronteiras na europa durante este período excepcional.”, afirma o chefe da delegação portuguesa do PSD.

O deputado que é membro permanente da Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos sublinha ainda: “O nosso primeiro desígnio só pode ser atenuar os efeitos negativos desta suspensão temporária. Seja para os camionistas que levam os nossos produtos de Sines até Varsóvia, seja para os turistas que nos visitam no verão, seja em especial para os nossos emigrantes que regressam em Agosto.”

Paulo Rangel
Lídia Pereira
José Manuel Fernandes
Maria Graça Carvalho
Álvaro Amaro
Cláudia Monteiro de Aguiar